Artigo: Odorico Monteiro fala sobre os Polos Tecnológicos no Ceará

30359557804_39c67faedf_k-001

Hoje no Ceará existem três Instituições de Ensino Superior federais: Universidade Federal do Ceará, Universidade Federal do Cariri e Unilab. Essa expansão levou à interiorização com campi temáticos, como o Campus da UFC em Quixadá, que abriga cursos de Tecnologia da Informação e Comunicação.

São ofertadas 300 vagas/ano para Sistemas de Informação; Engenharia de Software; Redes de Computadores; Ciências da Computação; Engenharia de Computação e Design Digital.

No entanto, não basta ofertar vagas, é preciso criar oportunidades para que o mercado absorva profissionais qualificados. Para fomentar esse cenário é que estamos articulando a criação de um Polo Tecnológico em TIC no Sertão Central.

Por isso, mobilizamos para uma visita técnica à UFC Quixadá representantes da Câmara dos Deputados, por meio da Comissão de Ciência & Tecnologia e Comissão de Educação; Governo do Estado, por meio da Secretaria de Ciência & Tecnologia; Ministério das Comunicações; Ministério da Educação; e a Associação Brasileira das Empresas de Tecnologia da Informação e Comunicação (Brasscom), que inclui gigantes como Google, Facebook e Oracle.

O primeiro passo é conferir in loco a infraestrutura e, a partir daí, discutir estratégias de fortalecimento da pós-graduação, atração de investimentos como a criação de startups e incubadoras de empresas, para que os professores, pesquisadores e estudantes desenvolvam seus talentos.

O Ceará pode, sim, despertar o interesse de investidores. A implantação do Polo Industrial e Tecnológico da Saúde, tendo a Fiocruz como âncora, já é uma realidade. No início de 2017, o complexo do Eusébio será inaugurado e, em breve, teremos a implantação da Bio-Manguinhos, primeira fábrica de vacina de base vegetal da América Latina. Lutamos por esse projeto desde 2006. Ele colocará o Estado na vanguarda da produção tecnológica em saúde.

A interação entre pesquisa e desenvolvimento e inovação é exitosa no mundo. Precisamos valorizar essa ambiência no nosso Sertão Central e potencializar o que temos de melhor.

Deputado Federal Odorico Monteiro (PROS-CE).

 

Share This: