Conheça mais sobre o Partido Republicano da Ordem Social – PROS

“A ordem social tem como base o primado do trabalho, e como objetivo o bem-estar e a justiça sociais.” Art. 193 da Constituição Federal de 1988

O Partido Republicano da Ordem Social (PROS) tem seu nome emanado do artigo 193 da Constituição Federal de 1988 e nasceu com a finalidade de trabalhar propositivamente para a sociedade brasileira, respeitando e fortalecendo a democracia existente no País.

Deste modo, o PROS tem alcançado – nesses pouco mais de três anos de fundação – presença institucional em todas as regiões brasileiras. Registra mais de 110 mil filiados e possui executivas em aproximadamente 3.500 municípios em todo o Brasil.

O Partido tem como premissa a independência para estabelecer seu posicionamento e suas ações políticas, em torno do que acredita ser coerente com seus propósitos de criação, levando em consideração seus filiados e a sociedade civil, respeitando posicionamentos diversos e aberto a opiniões construtivas.

Vale destacar que é o único partido brasileiro a dedicar-se na construção de sua própria estrutura. Possui um dos parques gráficos mais modernos do centro-oeste. No período eleitoral, o custo de produção de material gráfico sai por menos da metade do valor caso fosse contratar serviços de impressões por terceiros. Essa iniciativa gera uma economia de mais de 50% nos gastos da agremiação no que se refere a produtos gráficos.

Além disso, o PROS conta com uma produtora de TV e Rádio, com colaboradores multidisciplinares e profissionalismo em toda e qualquer atividade da legenda. O PROS busca uma gestão inovadora, trabalha ações vinculadas a facilitar sua presença nos estados, não desperdiça recursos que geram custo sem retorno, como aluguéis de aeronaves (o que geralmente gera um custo altíssimos em outras agremiações), defende pautas que respeitam a pluralidade brasileira, como uma reforma tributária que gere redução de impostos e contrapartidas sociais, energias renováveis e sustentabilidade.

Oferece em conjunto com sua Fundação seminários temáticos, cursos de formação política e capacitação de seus membros. Além de ter desenvolvido um sistema de pesquisa de ponta que disponibiliza embasamento para todas as ações e posicionamento político do Partido, algo que também reflete consideravelmente na economia financeira.

No que se refere a representação política, hoje o PROS apresenta mais de 50 prefeitos e quase mil vereadores em sua primeira disputa de eleições municipais. Já no pleito de 2014, o Partido obteve nas urnas mais de 2 milhões de votos em todo o Brasil.

Possui um governador de estado e dispõe de uma bancada atuante na Câmara Federal, com deputados que apresentam sintonia em relação a orientações partidárias, como por exemplo, o posicionamento contrário à reforma da Previdência.

O PROS é uma legenda em ascensão que demonstra força mesmo em pouco tempo de existência.

Atualmente há uma criminalização do cenário político nacional, levando em consideração tantas mazelas noticiadas diariamente. Contudo, tal criminalização não pode ser direcionada aos pequenos partidos ou a partidos em ascensão. É preciso avaliar o todo.  Novas propostas para a gestão político partidária têm despertado o interesse de muitos.

O PROS não se envolveu em balcão de negócios e optou por estruturar a legenda para se fortalecer eleitoralmente e levar suas bandeiras para a representação política. O reflexo dessa estrutura será positivo para as eleições de 2018.

Cabe ressaltar que todos os recursos direcionados pelo Partido para seu fortalecimento estão em nome da legenda para seu próprio uso.

Atacar o pluripartidarismo e a democracia é atacar a pluralidade existente no Brasil, é um retrocesso. Em todos os momentos que nos deparamos com o cerceamento da atividade partidária plural, nos deparamos com a fragilidade da democracia e com o exercício de governos autoritários.

Comunicação Nacional do PROS

Share This: