Coordenador do PROS Mais Especial fiscaliza acessibilidade em ônibus

Para garantir acessibilidade às pessoas com deficiência, idosos e pessoas com dificuldade de mobilidade permanente ou temporária, a Prefeitura de Japeri realizou a primeira vistoria em ônibus que circulam na cidade.

 A ação que aconteceu nesta quinta-feira (25/05), no Centro de Engenheiro Pedreira, faz parte do projeto “Mobilidade para Todos”, que envolve as Secretarias de Governo (Semug), Assistência Social (Semast), Urbanismo e Habitação (Semurb) e Segurança, Transporte, Ordem Urbana e Postura (Semustop).  

A vistoria nos ônibus foi realizada por servidores de diferentes setores da Prefeitura, entre eles o coordenador da Coordef e coordenador nacional do PROS Mais Especial, Valnei Costa (PROS-RJ), que é cadeirante.

“Essa ação é um dos principais pontos do PROS Mais Especial: estar garantindo que seja cumprida a lei de acessibilidade principalmente nos ônibus, porque impacta muito a questão de acessibilidade. Fiquei muito feliz de ver ações como essas que podem mudar a vida do cidadão. Uma das nossas plataformas do PROS Mais Especial é incentivar que todos os municípios tenham ações de inclusão nos transportes e na vida cotidiana, garantindo assim, acessibilidade a todos”, destacou Valnei.

“Esta foi a primeira atividade. Mas outras acontecerão sem divulgação prévia de data e local. Vamos informar, orientar e tomar todas as medidas necessárias para garantir uma cidade com mobilidade para todos”, explicou o secretário Executivo de Governo, Rodrigo Marques.

Durante a ação também foram distribuídos folhetos informativos sobre o estacionamento irregular em vagas para idosos e pessoas com deficiência.

EMPRESAS SERÃO NOTIFICADAS

A maioria dos ônibus vistoriados, das empresas Fazeni e Gardel, que têm linhas municipais, apresentou problemas nas plataformas de elevatórias, sistema sonoro, poltronas, cintos de segurança e botões para acionar parada.

“As empresas serão formalmente notificadas para que resolvam as irregularidades encontradas a fim de atender fielmente o que estabelece a lei 13.146/15 sobre acessibilidade”, esclareceu o diretor do Departamento de Trânsito, Marcelo Pimenta.

Quem precisa utilizar os equipamentos de acessibilidade está insatisfeito. “É mais fácil contar com a ajuda dos passageiros, porque a maioria dos ônibus não atende às nossas necessidades. Os donos das empresas precisam ser responsabilizados por isso”, desabafou Ivan Vale Pereira, de 60 anos, pai da cadeirante Luana, de 30 anos.

MOBILIDADE PARA TODOS

“O nosso governo está atento às dificuldades enfrentadas pelas pessoas com deficiência, em diferentes áreas, e é sensível às necessidades desse público. Não vamos medir esforços para que Japeri seja uma cidade melhor para todos”, acrescentou Márcio Rodrigues Rosa, o Márcio Bibi.

“As rampas de acesso e calçadas também são alvo de vistorias, porque fazem parte do projeto de mobilidade da cidade. Em breve teremos novidades nesta área”, anunciou o secretário de Urbanismo e Habitação, Vinícius Gonçalves.  

Fonte: Prefeitura de Japeri/RJ com alteração da Comunicação Nacional do PROS.
Fotos: Anderson PQD

Share This: